21 de Julho de2024


Área Restrita

POLÍCIA Sexta-feira, 30 de Setembro de 2016, 09:14 - A | A

Sexta-feira, 30 de Setembro de 2016, 09h:14 - A | A

INVESTIGAÇÂO

Tentativa de homicídio envolvendo amigos é investigada

O Delegado disse que os relatos são divergentes sobre os disparos.

Paulo Pietro
Campo Verde

O autor dos disparos de arma de fogo que atingiram Leandro Borges Pacheco de 35 anos, o advogado campo-verdense George Roberto Buzeti, compareceu na tarde da última segunda-feira (26) à delegacia de Campo Verde, para prestar sua versão dos fatos, quanto à tragédia ocorrida no domingo (25).

George que já não é mais considerado foragido, pois se apresentou, contou sua versão dos fatos que o teria levado a disparar contra o amigo. Segundo ele a vítima estaria bebendo desde as 11h e quando chegou em sua residência já estava alterado, os familiares da vítima, também estavam na confraternização, inclusive seus pais saíram da casa de George pois o Leandro estaria agredindo a todos verbalmente, usando palavras de baixo calão e ofendendo quem estavam no local. Após a saída de seus familiares ele passou a dirigir suas ofensas às mulheres que estavam no local, teria inclusive discutido calorosamente com uma delas. A própria esposa de George teria sido vítima de várias ofensas por parte de Leandro. Quando a situação começou a se agravar, a vítima começou a quebrar os objetos da casa e teria inclusive tentado agredir as mulheres segundo a versão de George. Ele pediu para que ele saísse de sua casa, ele saiu dizendo que isso não ficaria desta forma.

✅ Clique aqui para seguir o canal do CliqueF5 no WhatsApp

George relatou também, que em outra ocasião Leandro havia arrumado uma confusão e teria voltado mais tarde com uma arma, por sorte quem estava envolvido na época nessa briga, não estava mais no local. Outro fato é que o portão da casa de George estava em manutenção, quem chegasse ao local teria livre acesso a sua residência, e Leandro estava sabendo disso.

Quando Leandro voltou à casa de George, poucos minutos após ter saído com seu amigo, deixando o carro funcionando e as portas abertas, George imaginou que Leandro  estariam armados e disparou contra Leandro. Por precaução ele pediu para que as pessoas que estavam na sua casa ficassem trancadas em um cômodo. Quando percebeu que Leandro estava realmente caído ao chão ele acionou o SAMU, nesse intervalo de tempo o pai de Leandro retornou,  pegou o filho e o levou  ao hospital.

Mas segundo o delegado do caso Mário Santiago, a versão contada pelo advogado George, não bate com as informações colhidas junto à vítima, em depoimento na última quarta-feira 28. Ele disse que principalmente quanto ao momento dos disparos, as versões são muito divergentes. George havia dito que se não se lembrava direito do acontecido, mas que teria disparado um tiro no chão e outro na vítima. Fato que foi descartado levando em conta que dois projeteis de arma de fogo foram retirados da vítima. “As versões realmente são opostas ao que se refere ao momento do disparo, no local, na hora em que ocorreu os disparos havia somente uma testemunha ocular do fato, além dos envolvidos, ele é uma testemunha importantíssima para investigação. Agora estamos em busca de outras testemunhas e de outros indícios para que possam  esclarecer os fatos. A arma também já foi apresentada pelo suspeito e estamos encaminhando todo esse material para perícia técnica, para que possamos ter uma melhor base nesse caso,” finalizou o Delegado.

Leandro teria contado a Mário Santiago, que eles estavam bebendo juntos desde as 16h até as 00:40, momento em que aconteceu toda a tragédia.  Que diverge um pouco da versão apresentada pelo advogado George.

O caso está sendo conduzido como uma tentativa de homicídio, dado todas as provas apresentadas e os depoimentos colhidos.

 

A situação de saúde de Leandro é estável, porém ele pode ter sequelas devido o local aonde os projéteis atingiram, segundo as informações ele não conseguiu movimentar os braços e pernas, podem haver melhoras mas até o momento ele se encontra tetraplégico. 

VÍDEO

Comente esta notícia

Rua Rondonópolis - Centro - 91 - Primavera do Leste - MT

(66) 3498-1615

[email protected]