23 de Julho de2024


Área Restrita

POLÍCIA Terça-feira, 18 de Outubro de 2016, 17:08 - A | A

Terça-feira, 18 de Outubro de 2016, 17h:08 - A | A

ABANDONO

Mulher que ligou para polícia dizendo onde estava o bebê na caixa de papelão é na verdade a própria mãe da criança.

Ela teve o parto sozinha no banheiro da empresa e manteve a criança no escritório durante 6 dias, até ligar para polícia.

Paulo Pietro
Campo Verde

A mãe do bebê recém-nascido, encontrado na manhã da última quinta-feira (13), já foi identificada pela Polícia Judiciária Civil, as informações são surpreendentes, na verdade a mãe da menina se trata da jovem de 18 anos, A.C. Que havia ligado para polícia dizendo que havia encontrado o bebê naquela data.

 

✅ Clique aqui para seguir o canal do CliqueF5 no WhatsApp

Segundo as informações obtidas com o Delegado Mário Santiago a jovem teria escondido da família que estaria grávida, ninguém sabia de sua gravidez a não ser amigas próximas.

 

No último dia 07 ela sentiu contrações e foi até o banheiro da empresa em que trabalhava e no local sozinha teve o parto do bebê. Ela então manteve a criança no seu escritório do dia 07 ao dia 13, segundo relatou o Delegado Mário, “ela ficava com a criança no seu escritório durante o dia, mas por volta das 17:30h ia para sua casa e só retornava a ver a bebê no dia seguinte por volta das 6:30h, essa rotina foi mantida até o dia 13.”

 

Ainda segundo Mário ,“ela prestou depoimento na última sexta-feira (14) e neste depoimento disse que encontrou a criança ao lado da empresa que ela trabalhava, dentro da caixa ao lado de uma lata de lixo. Mas o investigador do caso não acreditou muito na história e desde então começou a procurar indícios para elucidar os fatos.”

 

Hoje a polícia conseguiu confirmar a identidade da mulher, ela neste momento está passando por um procedimento de curetagem no Hospital Municipal Coração de Jesus, já que não havia passado por nenhum procedimento médico depois do parto.

 

O Delegado explicou que agora ela passa de testemunha a acusada do crime de abandono de incapaz, que pode ter pena acrescida pelo fato de ser a própria mãe da criança.

O bebê por enquanto continua sob a guarda da justiça, no abrigo que tem uma estrutura muito boa e funcionários capacitados para cuidar da criança.    

O Diário vai continuar acompanhando o caso.     

VÍDEO

Comente esta notícia

Sônia 17/10/2016

Estranho essa história, como essa criança ficou sozinho no local de trabalho dela, ela trabalha sozinha ninguém ouvia essa criança chorar...só acho

positivo
6
negativo
0

1 comentários

1 de 1

Rua Rondonópolis - Centro - 91 - Primavera do Leste - MT

(66) 3498-1615

[email protected]