21 de Julho de2024


Área Restrita

NOTÍCIAS DE CAMPO VERDE Segunda-feira, 08 de Novembro de 2021, 08:35 - A | A

Segunda-feira, 08 de Novembro de 2021, 08h:35 - A | A

COOPERAÇÃO

Entidades se unem e tornam Campo Verde exemplo em doação de sangue

Estima-se que esse ano, devido à parceria, aproximadamente 700 doações tenham sido realizadas na cidade

Da Redação

Na última semana, mais uma campanha de doação de sangue movimentou Campo Verde e foi à última realizada pelas entidades parceiras, Rotary Club, Sicredi, Cooperfibra e CEMP (Centro Empresarial de Campo Verde/ACICAVE/CDL) no ano de 2021. Isso por que devido a essa união, esse ano, de três em três meses, as entidades firmaram o compromisso e conseguiram reunir um número grande de doadores do município e ajudar a salvar a vida de muitas pessoas.

Com a pandemia de Coronavírus, a maioria das atividades tiveram que paralisar, ou diminuir seu ritmo, devido ao risco de contágio, a suspensão de serviços, entre outras motivações.

✅ Clique aqui para seguir o canal do CliqueF5 no WhatsApp

No caso das doações de sangue não foi diferente, apesar de as atividades não terem sido paralisadas, o número de doações diminuiu bastante, por isso é comum ver em redes sociais e meios de comunicação, pedidos de famílias para doação de sangue, já que os estoques estão baixos e a utilização de sangue aumentou devido à pandemia.

Com as atividades retornando a sua normalidade, se imaginou que as doações também voltariam, mas não foi isso que aconteceu, apesar de o número de doadores ter voltado a subir, o estado de Mato Grosso sempre teve dificuldades de doadores frente à necessidade de sangue, mas neste quesito, Campo Verde sempre foi exemplo, quem realiza as coletas dessa parceria é o IHEMCO, segundo a enfermeira Rose Rodrigues, cada vez que eles vem a cidade coletam sangue suficiente para abastecer seu estoque por mais de um mês, pois muitos doadores comparecem.  

Em Campo Verde infelizmente não existe um ponto de coleta, apesar de a cidade ter a agência transfusional. Segundo a bioquímica Franciane França, os doadores são levados para Primavera do Leste ou Cuiabá, para realizar as doações. “No Laboratório Municipal eles tem uma lista de pessoas que estão dispostas a doar e aproximadamente três vezes por mês, eles levam esses doadores com um carro até o ponto de coleta em Primavera do Leste, ou em Cuiabá. As pessoas que podem ir com seus próprios veículos também são bem-vindas, eles podem realizar o cadastro aqui no laboratório onde podemos ajudar com o agendamento”, explicou.

Apesar de existir uma carência pelos tipos sanguíneos mais raros, como O-, A-, AB-, todos os tipos de sangue são necessários lembra a bioquímica, até mesmo porque nunca se sabe quando pode haver um pico da demanda.  Então vale a pena doar sangue.

A enfermeira Rose lembrou que a cada doação coletada, quatro vidas podem ser salvas. “O sangue é um tecido líquido, produzido na medula óssea, que leva oxigênio e nutrientes a todos os órgãos do corpo. É composto basicamente por plasma, hemácias, leucócitos, plaquetas e esses componentes são separados e cada um deles fazem a diferença de uma maneira especial na vida de cada um dos que recebem”.

Nesta última campanha realizada pelas entidades mais de 140 pessoas se cadastraram para realizar sua doação, estima-se que esse ano devido à parceria aproximadamente 700 doações tenham sido realizadas na cidade, um número muito expressivo.

Mas quem não doou ainda, não precisa ficar triste, não faltarão oportunidades, pois eles devem retornar em fevereiro de 2022 e contam mais uma vez com o apoio da população.

 

Comente esta notícia

Rua Rondonópolis - Centro - 91 - Primavera do Leste - MT

(66) 3498-1615

[email protected]