24 de Julho de2024


Área Restrita

NOTÍCIAS DE CAMPO VERDE Quarta-feira, 06 de Março de 2024, 17:20 - A | A

Quarta-feira, 06 de Março de 2024, 17h:20 - A | A

ARTE E CULTURA

Projeto socioambiental e sociocultural Arte Agro representará Campo Verde em Paris na França

Para auxiliar nos custos da viagem, projeto realizará sorteio de rifa

Da Redação

De 24 a 27 de setembro, o projeto Arte Agro fará uma exposição em um dos mais importantes teatros da França: La Commune - Centro Dramático Nacional Aubervilliers, localizado na cidade de Paris.

O convite surge como um dos desdobramentos do Mercado da Indústria Criativa do Brasil – MICBR 2023, evento internacional realizado nas datas de 8 a 12 de novembro na cidade de Belém do Pará. O evento foi realizado pelo Ministério da Cultura (MinC), Organização de Estados Ibero-americanos (OEI), com patrocínio da Vale e do Instituto Cultural Vale. O Projeto Arte Agro, por meio de chamamento público, foi selecionado entre todas as propostas de artesanato para representar a região Centro-Oeste do país.

✅ Clique aqui para seguir o canal do CliqueF5 no WhatsApp

Imagem do WhatsApp de 2024-02-26 à(s) 11.26.48_7424f800.jpg

 

A exposição no teatro La Commune é uma possibilidade de internacionalização da cultura mato-grossense, articulação das cadeias produtivas culturais e socioambientais brasileiras. É uma oportunidade de apresentar no exterior a força da cultura e da agroindústria do Brasil, e principalmente da cidade de Campo Verde.

Para auxiliar nos custos da viagem, o projeto está promovendo uma rifa. Por apenas R$ 5,00 por número, você terá a oportunidade de concorrer a uma motocicleta CG 160 Start 0km. Não perca essa chance única de apoiar a cultura brasileira e, ao mesmo tempo, ter a possibilidade de ganhar um prêmio incrível!

Para concorrer ao prêmio basta comprar a rifa disponível no link: https://meusorteio.com.br/intercabiofranca#

 

CONHEÇA O PROJETO ARTE AGRO

O Projeto Arte Agro é uma iniciativa de impacto social com o objetivo de produzir e comercializar peças de artesanato utilizando os resíduos de algodão e palha de milho que seriam perdidos durante as colheitas. Além de contribuir para a preservação ambiental, o projeto promove o desenvolvimento artístico, social e cultural. Ao mesmo tempo, estimula a empregabilidade, o empreendedorismo e a geração de renda, transformando perdas em inovação.

O Arte Agro surge a partir da experiência do Produtor Cultural Guga Moraes (Luiz Gustavo da Silva Moraes), que identificou como um problema os resíduos de colheita que frequentemente são perdidos nas margens das rodovias durante o processo de escoamento. O projeto tem como objetivo principal transformar essa matéria-prima em arte, moda e artesanato, e a partir desses produtos, gerar renda e oportunidades de emprego. Dessa forma, busca-se criar uma nova cadeia produtiva, com inovação não apenas nos produtos e serviços, mas também nos processos envolvidos. O foco está em proporcionar emprego para pessoas em situação de vulnerabilidade social, contribuindo assim para a inclusão e o desenvolvimento socioeconômico das comunidades envolvidas.

O projeto foi inicialmente desenvolvido em parceria com a Casa do Artesão de Campo Verde, porém, devido à falta de apoio e desacordo na execução da iniciativa, atualmente o projeto está sendo executado de forma independente no endereço Avenida Beija Flor, n°1004, São Miguel – Campo Verde.

Além das atividades de confecção de artesanato, o projeto oferece uma variedade de serviços gratuitos à comunidade, incluindo atividades de teatro, aulas de reforço, recreação, apoio sociofamiliar, dança, espaço de leitura e oficinas profissionais para jovens e adultos. Essas iniciativas visam não só promover o desenvolvimento cultural e social, mas também proporcionar oportunidades de aprendizado e crescimento pessoal para todos os participantes.

O projeto conta com o apoio dos artistas: Flavia Mattos, João Marcos Prado, Mara Lucy Oliveira, Patrícia Dahmmer e Rosimeire Freitas, que contribuem com sua expertise e criatividade para o seu desenvolvimento.

Para o ano de 2024, a iniciativa está sendo fortalecida pela parceria com a Fundação André e Lucia Maggi (FALM), uma instituição sem finalidade econômica responsável pela gestão do Investimento Social Privado do Grupo AMAGGI, a maior empresa brasileira de grãos e fibras do país. Além disso, o projeto também recebe incentivo do Ministério da Cultura por meio dos editais Prêmios Pontos de Leitura e Intercâmbio Cultural.

Com esse apoio, o projeto ganha ainda mais força e capacidade de impacto, ampliando suas ações e contribuindo para o desenvolvimento social, sustentável e cultural, atuando com gestão e impacto real na vida dos cidadãos campoverdenses.

Para saber mais acesse: https://www.arteagro.com/

WhatsApp (66) 9 9233-4964

Instagram: https://www.instagram.com/p/CtfgmQJr5cv/

Comente esta notícia

Rua Rondonópolis - Centro - 91 - Primavera do Leste - MT

(66) 3498-1615

[email protected]