15 de Junho de2024


Área Restrita

NOTÍCIAS DE CAMPO VERDE Sexta-feira, 25 de Setembro de 2020, 06:30 - A | A

Sexta-feira, 25 de Setembro de 2020, 06h:30 - A | A

SAÚDE

Em Campo Verde letalidade do Covid-19 no grupo de risco é de 25%

O município já soma 46 óbitos por Covid-19, quase 50% dos óbitos foram registrados neste mês

Da Redação

O número de mortes devido ao Covid-19 teve um grande aumento em agosto e setembro em Campo Verde, justamente quando as medidas de prevenção ao vírus começaram a se flexibilizar no município, fazendo com que inclusive, a administração municipal, tenha que voltar atrás em algumas medidas.

 

✅ Clique aqui para seguir o canal do CliqueF5 no WhatsApp

Segundo o secretário de Saúde de Campo, Altair Timóteo de Araújo, a estabilidade no número de casos ativos, está relativamente ligada ao relaxamento nas medidas de prevenção por parte da população. “Hoje temos cerca de 100 casos ativos no município que tem se mantido, o que temos observado é que aquele grupo mais reservado, que é de risco, no começo estava se cuidando, que são os idosos, pacientes com comorbidades, mas infelizmente agora relaxaram”, disse Altair.

O secretário ainda ressaltou, que a taxa de letalidade entre os idosos também subiu consideravelmente. “Estamos falando em números gerais de uma letalidade de 2% para 25% quando se trata de idosos, esse grupo não pode descuidar em nenhum momento, muitas vezes eles até se cuidam mais os filhos, sobrinhos, netos vão para as festas, locais com aglomeração, pegam o vírus e depois levam para casa, saibam que vocês estão levando a morte de seu ente querido para casa”, enfatizou.

A dificuldade segundo a Secretaria de Saúde do município é de fazer com que as pessoas entendam que o vírus ainda está em circulação, que o isolamento social ainda é a melhor prevenção.

Porém, o recado repassado no momento em que publicaram o penúltimo decreto, liberando festas em residências com até 50 pessoas, também liberando a presença de pessoas nas ruas, avenidas e praças da cidade, respeitando somente a distância de 1,5 metros, soou para a população justamente o contrário, que estava na hora de sair de casa.

Altair explicou a reportagem que em nenhum momento essa foi a intenção da administração, que eles queriam somente dar um pouco mais de liberdade para a população, mas que acabaram confundindo flexibilização com liberação.

O comportamento descuidado por parte da população, que saiu às ruas e promoveu aglomerações sem respeitar as regras do decreto, levou a administração municipal de Campo Verde a voltar atrás em relação a algumas decisões, restringindo algumas medidas.  Como nas festas em residências que podem novamente ter no máximo 10 pessoas, também na proibição de aglomeração de pessoas nas ruas, avenidas e outros locais públicos. Também voltando com a efetiva fiscalização que vem autuando quem descumpre o decreto.

O secretário de saúde voltou a pedir apoio da população em relação as medidas de segurança e controle na propagação do Covid-19. “Mais do que nunca temos que nos cuidar, acredito que em menos de seis meses já vamos ter uma vacina, uma medicação mais eficaz contra essa doença, então não é o momento de desistir, vale lutar pela vida, as vezes temos a percepção que muitas pessoas pensam que vai ser assim para sempre, então desistiram de se cuidar, mas não é bem assim, chegamos até aqui, não podemos desistir no final”.

A cidade além dos serviços da unidade sentinela que foi criada somente para atender casos de síndrome gripal (UPA), ainda conseguiu implantar 10 leitos de UTI’s exclusivos para Covid-19, que agora está sendo ampliada no Hospital Municipal Coração de Jesus, para abrigar todos os equipamentos que vem sendo utilizados na unidade, para dar suporte de vida aos pacientes.  

“Enquanto tem vida nós estamos trabalhando para dar o melhor suporte possível aos pacientes, dentro das nossas possibilidades, depois que morreu não conseguimos fazer mais nada, então contamos com a ajuda de todos”, finalizou Altair.

O município já soma 46 óbitos por Covid-19, segundo o secretário quase 50% dos óbitos foram registrados neste mês.

Comente esta notícia

Rua Rondonópolis - Centro - 91 - Primavera do Leste - MT

(66) 3498-1615

[email protected]