23 de Julho de2024


Área Restrita

NOTÍCIAS DE CAMPO VERDE Quarta-feira, 19 de Outubro de 2016, 19:12 - A | A

Quarta-feira, 19 de Outubro de 2016, 19h:12 - A | A

PREVENÇÃO

Município começa trabalhos de eliminação de focos do aedes aegypti

Paulo Pietro

O verão nem começou e a preocupação com período mais chuvoso do ano está diretamente relacionado à proliferação do Aedes Aegypti transmissor da Dengue, Zika e Febre Chicungunha.

Neste ano uma epidemia de Zika e Dengue foi registrada em Campo Verde, foram 473 casos de dengue e 470 casos de Zika e 2 casos de Chicungunha registrados pelo Sistema de Informações de Agravos Notificados, lembrando que esses números são de casos suspeitos, a confirmação demora mais tempo a ser processada.

✅ Clique aqui para seguir o canal do CliqueF5 no WhatsApp

Justamente para que o município não sofra as doenças, a Vigilância Ambiental intensificou os trabalhos, pois uma nova epidemia está prevista para os meses de março e abril de 2017. O primeiro bairro a receber esse trabalho minucioso dos agentes de endemias é e o Centro, que nos dois últimos anos foi recordista de notificações da doença seguido de perto pelo São Miguel.

A chefe da Vigilância Ambiental Carla Macedo Vargas, falou sobre esse trabalho, “estamos intensificando o trabalho o Centro, que compreende uma grande área da cidade e no ano passado teve muitos casos registrados. Os maiores criadores de mosquitos são geralmente piscinas desativadas, ou que não recebem tratamento há muito tempo, seguido pelas calhas que ficam entupidas e empoçam água e o próprio lixo dentro das casas. Nós contamos com a ajuda da população e pedimos que as pessoas cuidem para que essas situações não ocorram e desta maneira poderemos evitar essa epidemia em 2017.”

Nas semanas seguintes os demais bairros da cidade receberão as vistorias, e os agentes podem notificar os moradores que estiverem mantendo criadores do mosquito.

Vale lembrar que o poder público faz a parte dele, mas não consegue ser onipresente,  por isso a proliferação dos mosquitos e consequentemente das doenças passam sobretudo pela conscientização da população nos cuidados com a água parada.

A Dengue, Zika e Chicungunha são doenças sérias que podem levar até mesmo a morte,  além de poderem trazer sequelas como a microcefalia e Síndrome de Guillain Barré, no caso da Zika. Já a dengue pode evoluir para forma hemorrágica e trazer sérias consequências, enquanto a Chicungunha pode trazer complicações que duram até sete anos.       

 

 

Comente esta notícia

Rua Rondonópolis - Centro - 91 - Primavera do Leste - MT

(66) 3498-1615

[email protected]