23 de Julho de2024


Área Restrita

NOTÍCIAS DE CAMPO VERDE Segunda-feira, 02 de Agosto de 2021, 06:30 - A | A

Segunda-feira, 02 de Agosto de 2021, 06h:30 - A | A

VIOLÊNCIA MÁXIMA

Casos de violência contra crianças em locais públicos chocam a população

Uma adolescente foi flagrada agredindo um bebê de 2 meses dentro do hospital. Outra criança de 3 anos, foi agredida pelo avô na fila da vacina

Da Redação

A violência contra crianças vem aumentando em todo mundo durante a pandemia. Um relatório da organização não-governamental (ONG) World Vision estima que até 85 milhões de crianças e adolescentes, entre 2 e 17 anos, poderão se somar às vítimas de violência física, emocional e sexual nos próximos três meses em todo o planeta.

O número representa um aumento que pode variar de 20% a 32% da média anual das estatísticas oficiais. E um pequeno recorte dessa violência tem chamado à atenção das autoridades e da população de Campo Verde.

✅ Clique aqui para seguir o canal do CliqueF5 no WhatsApp

Durante a última semana, dois casos foram registrados, o primeiro deles mais grave, que ocorreu na madrugada da última quarta-feira (28). Um bebê de apenas dois meses de vida chegou ao Hospital Coração de Jesus trazido pelo SAMU, com a informação de havia sofrido um acidente, por si só a situação já chamava atenção, mas as atitudes da mãe do bebê, uma jovem de 17 anos, que demonstrava frieza durante a condução dos exames foi o que chamou mais atenção.

Em certo momento do atendimento agindo com rispidez, ela foi flagrada praticamente atirando a criança no colo da avó da criança. Segundo as informações dos funcionários, se não fosse a avó e o médico que atendia o caso, a criança teria caído no chão. O médico que atua no HMCJ acionou a Polícia Militar (PM), após flagrar a ação dentro da unidade de saúde e o caso foi parar na delegacia.

Mais tarde em contato com o delegado Romildo Nogueira Junior, revelou que a menor de idade que já tem passagens inclusive por agressão física a sua mãe, ameaça, entre outros delitos. Ela será indiciada pelo crime de tentativa de homicídio, já que em seu entendimento tanto na casa da suspeita, quanto no hospital, se não houvesse a interferência de terceiros, ela poderia ter matado o bebê devido a sua fragilidade, com suas atitudes violentas.

O outro caso que explodiu nas redes sociais da cidade, também foi registrado na quarta-feira (28), mas no período da tarde. Segundo o que circulou na internet, funcionários da Secretaria de Saúde, que atuavam no CAI (Centro de Atenção ao Idoso), local onde vem sendo realizada a vacinação da Covid-19 no município, flagraram o momento em que um avô dava uma surra desproporcional em uma criança de apenas três anos de idade, enquanto ambos esperavam a mãe da criança receber sua dose da vacina.

Com a situação, a Policia Militar foi acionada, a população que estava no local também interferiu. Quando a polícia chegou ao CAI eles já haviam saído do local.

A equipe de reportagem foi até o local e confirmou com os funcionários da saúde a versão que foi espalhada nas redes sociais. Também procuramos a Polícia Militar, o major Myke explicou que, “o suposto agressor, sua filha e seu neto alguns metros do local onde estavam primeiramente, porém a mãe da criança disse que não foi bem isso que foi informado que havia acontecido, a criança também não apresentava nenhum ferimento, então não havia como registrar um boletim se não existia vítimas”.

As medidas de distanciamento social, incluindo o fechamento de escolas, foram adotadas por 177 países e afetaram 73% de toda população estudantil mundial, fazendo com que a maior parte das crianças permanecesse praticamente todo o tempo em suas casas, o que, assim como a violência doméstica, fez aumentar a convivência e infelizmente a violência.

 

Comente esta notícia

Rua Rondonópolis - Centro - 91 - Primavera do Leste - MT

(66) 3498-1615

[email protected]